Sam Lambert, Shaka Maidoh e as inspirações realistas

Era para ser uma postagem só sobre o Sam Lambert, já que o estilo do Shaka Maidoh não me agrada muito. Para diferenciar um do outro, a descrição não poderia ser mais  óbvia: Sam Lambert é o mais baixo e Shaka Maidoh é o mais alto. Mas uma missão-quase-impossível é encontrar imagens de um sem o outro. Certo, não é pra tanto, mas na maioria dos casos, os dois estão juntos. Quem navega pelos blogs de streetstyle e pelo tumblr, com certeza já se deparou com as fotos dos sujeitos andando pela rua. Nos últimos tempos, eles encabeçaram um projeto chamado ART COMES FIRST, um coletivo de designers que colabora com marcas, faz vídeos e desenvolve seus próprios produtos (Como os chapéus que eles costumam usar).

art comes first 4

art comes first 6

Em postagens como essa, em que o objetivo é inspirar a quem lê o blog e não falo sobre processos culturais/históricos, eu não tenho muito o quê falar. A regra que uso nessas postagens e sempre repito por aqui: a imagem fala muito mais do que eu conseguiria falar. Na maior parte dos casos, Sam e Shaka estão usando blazers, gravatas e outras peças de alfaiataria, geralmente de uma forma não muito ortodoxa. E eles são bons nisso, mas as fotos que mais me agradam são as em que eles estão usando roupas mais casuais. Uma pena que não existam tantas fotos para ilustrar o que estou dizendo. Apesar de também existir o “fator gosto” envolvido nisso, dou preferência aos visuais mais casuais no blog quando o assunto é inspiração por razões práticas: é a roupa que a maioria das pessoas usam, na maior parte das situações. E eu escrevo pra gente comum. Não escrevo para fashionistas – e, se um dia eu começar a fazer isso, podem mandar me matar – e nem para a elite, seja a elite que for. Até porque, tendo um blog afrocentrado em que as inspirações são negras e levando em consideração que estamos no Brasil, eu não conseguiria fazer isso nem se eu quisesse. Escrevo para caras como eu e meus amigos, que não ocupam grandes cargos em grandes empresas, não tem necessidade e não participam de muitas situações em que seja necessário usar uma variedade de ternos, por exemplo. E também escrevo para quem não tem grana para ter uma variedade de bons blazers, sapatos sensacionais ou outras peças de altíssima qualidade. Apesar de constantemente aparecerem por aqui sapatos e outras peças que estão fora da realidade da maioria, o meu objetivo é que eles sejam vistos como objetos de inspiração, não como os objetos certos para o consumo. Quem tiver dinheiro para comprar um desses, que compre, porque vale a pena. Quem não puder, que seja feliz com um genérico.

Sem exclusões, quero que pessoas de todos os tipos apareçam aqui em busca de inspirações. E espero que encontrem. Não falo especificamente sobre as peças caras ou de alfaiataria, que tanto gosto. A questão é a realidade em que vive a maioria das pessoas. Enquanto os blogs brasileiros de moda masculina com aquela visão fashionista e feminina dizem pra você sair “arrasando” com a tendência legging masculina, eu – além de não recomendar por achar ridículo – tenho noção de que isso só serve pra quem não vive a realidade do cidadão normal. Recomenda uma peça dessas, na mentalidade “use o que você tem vontade de usar”, quem mora em bairro de rico e só anda de carro. Alguém que mora na periferia, pega ônibus e metrô se arriscaria a circular diariamente pelo bairro usando uma legging masculina? Mesmo que quisesse – e por questões estéticas espero realmente que ninguém queira -, é algo fora de cogitação para quem pretende preservar sua integridade mental e física. Keep it real, bredda.

Nessa, especialmente, Sam e Shaka estão geniais.

Nessa, especialmente, Sam e Shaka estão geniais.

art comes first 5

O coletivo Art Comes First.

O coletivo ART COMES FIRST.

19 respostas em “Sam Lambert, Shaka Maidoh e as inspirações realistas

  1. Essa terceira foto é a melhor. Primeiro pela Ma-1, jaqueta da força aérea americana com mais de 40 anos de história, que o mais alto…deixa eu conferir, Shaka Maidoh está usando. É minha das minhas jaqueta preferidas de todos os tempos.

    Ela substituiu a B-15. A força aérea removeu as golas peludas porque elas atrapalhavam o equipamento dos paraquedistas. Eles pensaram em tudo! Os modelos eram reversíveis com um lado laranjão. Se o avião caísse, o piloto invertia a jaqueta para ficar mais visível. Os modelos originais tinham uma aba na frente para os pilotos prenderem a máscara de oxigênio, e também alças para segurar e manter a fiação da ligação entre o rádio e o capacete do piloto fora do caminho. Um ícone da cultura pop! Steve McQueen usou uma em The Hunter e se me lembro bem é a jaqueta que os personagens usam em This is England (e também em Top Gun).

    Segundo por causa da calça do Sam Lambert. Uma calça com pregas e com bainha italiana. A Existe uma “regra” é que baixinhos não devem usar calças com bainha dobrada ou italiana, porque criam uma linha horizontal que encurta a perna. Ele é um cara baixo e eu não acho que a bainha deixou ele mais baixo ainda. O segredo são as proporções, e ele sabeo que faz. Quanto as pregas, e acho que isso vai de encontro as suas observações, existe um concenso geral que diz que não se deve usar calças com pregas porque que elas deixam a pessoa cadeiruda, gorda, velha, pesada, etc e ponto. Inclusive, não usar calças assim (que oferecem mais espaço na cintura) é a recomendação número 1 do que uma pessoa acima do peso não deve usar. Eu sou da opinião que elas deveriam ser usadas sim. A pessoa não vai parecer mais magra, mas isso é culpa do estilo de vida, e não da calça. O homem vai sair “gordo” na foto porque é exatamente isso que é. Deveria ajustar as roupas para acomodar este fato, pelo menos vai ficar confortável e relaxado, e com o conforto vem a elegância.

    • Também amo a MA-1. A do Shaka parece ter aquele zíper duplo, que tem em algumas harrington da Baracuta. Gosto bastante. O Woody do This Is England usa uma preta, mesmo. Ultimamente tem aparecido umas MA-1 “slim” nas lojas. Eu acho zuado, perde o significado. Peças militares, que tem uma certa tradição, não foram feitas pra serem modificadas assim. Fica feio. Prefiro as que tem construção original ou, pelo menos, as que tem uma construção semelhante. Sonho com uma MA-1 da Alpha Industries. Eles tem tamanho XS e XXS, uma delas é a ideal pra mim! Hahahahaha

      Eu acredito naquela máxima, que ouvi em algum programa de TV: um gordo de preto é um gordo de preto. Preto não emagrece e branco não engorda. O que engorda é o gordo.

  2. Terceira foto soberba mesmo, particularmente o Shaka (na minha opinião).
    No mais, obrigado Jun, seu blog foi uma luz na minha vida, pena que nem tudo que vejo aqui é replicável na minha realidade Tropical de nome Salvador.

    Abraços

    • Henrique, muito bom ouvir isso. Realmente gratificante, já que a única coisa que ganho com o blog é o prazer pessoal e o prazer em ter esse tipo de resposta. Espero que continue sempre visitando. Um abraço!

  3. Esse Doc Martens 1461 (ou seria o 1925?) do Shaka na primeira foto, é uns dos sapatos mais perfeito para se usar com a barra dobrada. Comprei o meu na Loja da Pretorian e desde de já uso. Experimente usar com uma Jaqueta Harrington, é perfeito. As vezes uso com óculos Moscot para não se parecer com um Skinhead inglês da década de 70; rs.

    • Pela ponta, acredito que seja o 1925. Se você for de SP, deve saber que andar de doc + harrington por certos lugares é algo meio chavoso, mas eu uso mesmo assim, hahahaha.

      • HAHAHAHAHAHAHAHA!

        Chavoso de “chave-de-cadeia”. Harrington, MA-1 e Doc Martens são coisas bem representativas pras subculturas. E como aqui em SP existe um espírito de ganguismo muito forte do pessoal “do rolê”, dependendo da forma como você está vestido num determinado lugar, você pode arrumar confusão fácil.

    • Caraca, agora to subscribed nesse post.

      Henrique, se meu monitor não me engana é azul de couro e camurça. Pensando na preferência deles eu até chutaria uma variação do “Dr Martens Rafi”, mas não está com cara de ser Doc.

      O Mark McNairy tem um bem parecido, sola vermelha, só que marrom e azul. Chama Navy Suede Saddle Shoe. Eu acho que ele já fez um saddle todo azul… mas com sola branca.

      A Florsheim tem modelos deste tipo com muitas variações de cor, acho que o Markham e o Doon (camurça).

      Também teve uma variação azul da Alden. Não sei se foi na colaboração “Alden x Blackbird Saddle ” ou “Alden vs Leather Sole Saddle”. Provavelmente impossível de achar ambos para comprar.

      Agora, perdão Jun pelo jabá, mas se você quer alguma coisa toda azul e for tamanho 10.5/11 nos EUA eu posso te vender esse: http://soqueriaterum.blogspot.com.br/2013/03/so-queria-ter-um-vovo-era-new-rave.html

      Abs!

  4. É mesmo! De tão baixo pensei que sentado estava em pé hahaha.

    Mas então eu acho que sei qual é! O sapato que ele está usando é este daqui na versão branca: http://www.ovadiaandsons.com/shop/products/Snuff-Suede-Cricket-Saddle-Laceup.html

    Versão branca no lookbook: http://www.gq.com/style/blogs/the-gq-eye/Ovadia_S13_21.jpg e no instagram da Ovadia & Sons: http://statigr.am/p/399233918215216712_6955086

    De acordo com esta pintura de 1907 feita por Leslie Ward para a Vanity Fair Spy (Leslie Ward) in Vanity Fair, é um design de sapato que era usado para jogar crickett: http://en.wikipedia.org/wiki/Kenneth_Hutchings

  5. Pingback: E essa pretada toda de preto? | Ubora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s